Páginas

12 de mai de 2009

20 Conversa sobre Orgasmo | Eu nunca tive um

“eu nunca tive um orgasmo será que tenho algum problema,estou casada a seis anos e nao consigo ter orgasmo,fico muito constrangida com isso porque todos tem menos eu e o meu marido ja anda indiferente comigo,sera que alguem pode me ajudar por favor”

Esse foi um comentário deixado num post de “A Vida Secreta” E a partir dele a B. fez um o post 'nunca tive um orgasmo' onde diz: ‘Pensando nisso, em como ajudá-la, fiquei matutando como poderia fazê-lo. Refleti sobre o quanto nós mulheres somos parecidas e ao mesmo tempo tão diferentes. Diante disso, achei que seria bem interessante ao invés de dar uma aula de “achismos” compartilhar um pouco minhas experiências e lançar o desafio a outras blogueiras amigas.” (A B. fez um texto interessante e informativo sobre o tema).


Fiquei pensando em como EU poderia contribuir com o assunto, mas se ter um orgasmo nem sempre é fácil, escrever sobre ele pode ser muito mais difícil, ainda mais quando tentamos escrever algo pra ‘tentar’ ajudar alguém....UFA!!!


Bom, tentando achar algo que fosse ‘lugar comum’ a todas as mulheres na hora do sexo cheguei ao ‘relaxa’, mas dizer que a mulher tem que estar relaxada pra gozar dá sempre a sensação de associar o ato com o ‘mulher precisa de alguém romântico, um clima perfeito, preliminares demoradas....’ Mas se isso não garante um orgasmo na primeira vez, também não o garante quando a gente já transou várias vezes e ainda não conseguiu o tal ‘oooohhhhhhh yes, yes, yyyyyyyeeeeeeessssssssssssss!!!! (ok, ok...se você não é estrela de filme pornô americano você NÃO goza assim, mas entendeu né?...rs)


Voltando ao assunto...


Não tenho dúvidas da importância do ‘relaxar’, mas o relaxar que eu digo está no conceito de ‘relaxa pra descobrir o que desperta o seu prazer’ e isso pode estar associado a uma noite tranqüila a luz de velas e música suave, como também pode ser transar em lugares públicos, levar uns ‘tapas’ na hora (e se tem mulher que gosta de uns na bunda, tem outras que curtem na cara), transar algemada ou ‘sodomizando’ o parceiro...


Mas como se descobre do que se gosta? Praticando?
Claro... Mas e a coragem pra chegar pro parceiro e dizer ‘vamos tentar isso ou aquilo’? Muuuuuito mais fácil nessas horas abrir as pernas do que a boca (pra falar, viu?) Não devia, mas costuma ser assim.
Eu diria ‘comece vendo vídeos e filmes pornôs e observe as situações que te excitam e as que te esfriam’.
Usar a imaginação na hora da masturbação é um ótimo ‘artifício’ pra gente descobrir o caminho do que nos faz relaxar pra gozar.
Dificilmente você vai gostar de levar uns tapas na cara e ser chamada de ‘puta’ se ao estar excitada se masturbando não gostar da ‘sensação’ ao imaginar a situação e, IMPORTANTE, se entregue ao momento pra conseguir perceber a diferença entre o que você NÃO gosta e o que lhe parece ‘estranho’. O que você não gosta, não gosta e pronto, mas o que lhe parece ‘estranho’ pode mexer com a sua libido, com o seu desejo, como o seu tesão e pode estar aí a chave que vai ligar o seu prazer.
Algumas coisas não nos permitimos por criação, por nos parecer ‘errado’, por nos fazer sentir ‘anormais’. Leia sobre fetiches e parafilias que você vai ver que sexo, literalmente, é igual comida; tem gosto pra TUDO.
E quando você descobre o tipo de ‘comida’ que mais te dá prazer, fica mais fácil saber o que esperar ou ensinar ao ‘cozinheiro’.


Claro que não ter um orgasmo muitas vezes vai além de não conhecermos o que desperta prazer na nossa mente e explode em nosso corpo.
Há problemas que vão além do ‘relaxa e se conheça’. Na internet mesmo tem muitas matérias falando do tema, como nesta da revista VEJA.
Muitas vezes se tem um problema que só um médico é capaz de detectar e ajudar a resolver.


Enfim...Se eu tivesse que resumir a busca pelo prazer eu diria: “Relaxe e observe o que alimenta o seu prazer. Gozar também se aprende. Eu aprendi”.


Pronto... Agora é a SUA vez de DAR...


Dê a sua opinião sobre o tema e não precisa ser um especialista sobre o assunto não, afinal, isso aqui não é uma consulta ao ginecologista. É só uma conversa. E conversar TODO mundo ADORA! (ah, vai...deixa de ser tímido e confessa que você também adoooooooora conversar!....)

20 comentários:

  1. Tudo é uma questão de trabalhar em parceria, creio. Se o parceiro também tiver a vontade de fazr a mulher alcançar o orgasmo a coisa fica mais fácil.
    Eu, particularmente, tenho esse lance. Adoro ver e sentir o prazer da parceira em todas as cores e expressões.
    A fórmula para conseguir isso, no entanto, eu desconheço. Mas certamente o tesão e a cumplicidade fazem parte da fórmula mágica...rs

    Beijão

    ResponderExcluir
  2. Este é um assunto pessoal....
    Tem vezes, que eu estou super empolgada, "quase quebramos a cama"...só que acabo não gozando.
    Tem vezes que gozo uma vez no oral e uma vez na penetração...outras gozo duas vezes com penetração........
    E assim vai...cada vez é cada vez....
    As vezes, eu chego ao orgasmo imaginando que estou com outro homem, ou até mesmo com uma mulher.....

    Fora isso, experimetamos posições diferentes, acessórios.....etc....

    Meu relacionamento sexual com meu marido é muito bom: conversamos sobre o que gostamos... Quando um está fazendo carinho no outro, quem está sendo acariciado diz se está bom. E se não está, fala, de forma bem carinhosa como pode ficar melhor: mais pra cima/baixo, mais de leve, mais forte...etc...
    E assim vamos...Não existe fórmula para atingir o orgasmo, mas com certeza, conhecer o próprio corpo e descobrir o que se gosta, é o caminho!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  3. Considero extremamente importante numa relação um espírito bem ajustado de cumplicidade. Se uma das partes não consegue chegar ao orgasmo, é fundamental que haja a liberdade de informar isso para que juntos possam averiguar melhor a situação. Numa cumplicidade eficaz, o carinho, o respeito, a paciência e o propósito em contribuir podem obter resultados magistrais. Mas, se por ventura não há ambiente para isso, o melhor mesmo é, pela masturbação perceber o que sensibiliza mais ou menos o desempenho do prazer. O que entendo ser ineficaz é criar tensão ou obrigação em ter que gozar de qualquer jeito, porque aí é que não goza mesmo.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  4. Concordo com o Cadinho...
    O melhor de tudo é curtir muito, aproveitar o momento de intimidade....gozar é quase que um acidente de percurso, ou melhor: um prêmio....rsrs...
    Só que se em 6 anos de casamento, ainda não gozou, sei lá...tenta com outro....rsrs.....
    Afinal, nada melhor do que um sexo bem feito!!!

    ResponderExcluir
  5. Olá Atrê, antes de mais nada parabéns pelo domíno rs. E obrigada pelas palvras comentadas em meu blog. Sinta-se sempre a vontade, adoro suas visitas.

    Se conhecer é fundamental,para se alcançar o orgasmo. E sexo tem que ser relação saudável.
    Já vi mulheres (mais velhas) em conversas dizerem que "abre a peran pro marido, ele goza e pronto"...
    Aff ainda tentou me convencer que hoje penso assim devido a ser jovem com o tempo a idéia muda. NUNCA!!!
    Sei que tem muitas pessoas na melhor idade que tem uma vida sexual maravihosa. Esse é só um caso, triste por sinal. Acho que a mulher tem sim que buscar formas de prazer pra ela e para o parceiro.
    Eu particularmente, tenho o prazer do parceiro como uma boa parte em meu orgasmo, graças a Deus grande parte dos meus parceiros (tá nem foram tantos assim) me proporcionaram esse prazer, sempre mantive relações com homens preocupados em me dar prazer, e tive. (Oh Yes)

    Mas tenho uma amiga, que está casada há quase dez anos, temos uma grande diferença de idade, ela é sete anos mais velha que eu, e curtiamos juntas, antes do casamento. Ela saia com muitos homens, e transava com a maioria.
    Estávamos esses dias conversando sobre sexo, e ela admitiu que só teve orgasmo depois de nascer sua filha, mas que normalmente transa e não sente nada. E eu que era a menina virgenzinha na época, me peguei dando conselhos a ela. Aí que está. Oque vale a qualidade e não quantidade de sexo, isso é fato.
    Acho que o importante é quebrar tabu,esquecer forma física, essas coisas, se o homem nos quer assim, por que insistimos na idéia de que não vamos agradá-lo?

    Beijos...
    Mais uma vez virou um post né?

    ResponderExcluir
  6. Falar de sexo e orgasmo não é tarefa simples. Na prática envolve questões como criação e construções culturais da sexualidade de cada um, dos tabus e medos, de desejos e fantasias. O que uma mulher espera de um homem? Um 'Wolverine', quente na cama, fogoso, intenso, selvagem, viril, 'com pegada' e 'grande equipamento'? Ou um 'Shakespeare apaixonado' com longas preliminares, carícias 'quase em câmera lenta',beijos molhados e dizeres poéticos ao pé do ouvido? Ou um 'Stiffler' pornô, com posições inusitadas, sacanagens sussurradas, tapinhas e utensílios eróticos para apimentar o momento? Estamos sempre criando 'tipos' e essas expectativas quando se deparam com uma realidade diferente terminam se frustrando. Nós homens precisamos ser menos egoístas e controlar mais o nosso corpo para não gozar em 5 minutos e achar que foi o suficiente para ambos, mas também precisamos admitir que temos muito a aprender com a parceira. Eu sempre adorei fazer sexo oral - mas levei um tempo para aprender a fazer bem feito - e perguntar não diminui nossa masculinidade [como muitos acham que já nascem sabendo], mas é um aprendizado conjunto e diferente à cada parceira e em cada momento da vida [porque as pessoas mudam e o sexo também]. Isso também serve para a mulher não achar que o cara é um 'Zé Mané' porque perguntou. Diálogo, sinceridade, sem pudores, sem sentir-se em 'estado de humilhação'. Sexo é abertura [não só de pernas] mas de corpo e espírito, sexo é vida pulsante e é também tentativa - erro e acerto. Sexo é encontrar a si mesmo e assim poder encontrar-se no outro. Ao menos, tentar. ;)

    ResponderExcluir
  7. Chegar lá faz parte, mas tão importante quanto isso é que todos os envolvidos se sintam e se curtam! É sentir a pele e deixar rolar sabe?

    ResponderExcluir
  8. Nossa, que história triste! Seis anos e nenhum orgasmo!

    Para não chover no molhado, concordo com quem disse aí acima que sexo é treino.

    E que se o maridão não tá afim de treinar, paciência, treine com outro. Não encare isso como traição, mas como uma busca por melhor qualidade de vida! Sem o sentimento de culpa, tudo fica mais fácil e flui...cenário perfeito para um orgasmo daqueles!!!

    beijosss

    Deb

    ResponderExcluir
  9. Eu acredito que sexo é total cumplicidade e tesão..
    Tive uma namorada que tinha fetiches alucinantes as vezes achava ate bizarro mas tentavamos na pratica descobrir o que era legal..a cada dia iamos descobrindo o que nos dava mais prazer..e cumplicidade é tudo.
    E a conversa sobre o assunto é fundamental..
    Humm de saudade dela rs
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi Atre,
    Obrigada pela visita e pelo carinho da preocupação!
    Existem inúmeras mulheres que nunca tiveram orgasmo, inumeras que nem sabem o que é isso, mais sabe como é...não deixam a peteca cair...fazem que não sabem e desconversam, pq acham que ficaram inferiorizadas se admitirem tal fato!
    enquanto o ser humano se preocupar com o que o outro vai pensar dele, certamente ficará a chupar dedo, ou não...rsrsrs
    Lambidas da lobba!
    A legitima, recuse imitações!

    ResponderExcluir
  11. OK eu admito, adoro conversar! rsrsrsrs

    Sobre o assunto eu tive uma namorada que não gozava! De jeito nenhum.

    E olha que eu tentava de tudo!

    Mas ela tinha problemas sérios, não gostava de ser tocada, sérios problemas com a auto-estima, problemas com os homens da família desde pequena.....

    então eu acho que o melhor é tratar seus problemas, treinar sozinha ajuda muito, e bola pra frente! E pra trás tbm! uahuahauhauhauha

    ResponderExcluir
  12. Bem, não posso dizer pelas mulheres, mas eu tenho a convicção de que pra tudo nesta vida, treino leva à perfeição.

    Então, tem mais é que se masturbar muito mesmo!

    ResponderExcluir
  13. Atrê minha cara, muito bom o seu comentário lá no AST. Gostei da sua forma de pensar.

    Agora, quanto ao quesito orgasmo das mulheres, eu já dei a minha parcela de contribuição para ajudar as mulheres no quesito chegar lá!

    Basta dar um breve olhada no blog que você encontra 3 textos falando sobre o orgasmo.

    o primeiro é o Orgasmo Sempre!, o segundo tem o título Sexo Oral, Ponto G e outras cositas más! e o terceiro é que fala da Posição do EscorpiãoBom, fica aê a dica para quem quiser dar uma lida nos textos.

    Abraçoss Atrê!

    ResponderExcluir
  14. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...

    Atrê eu não paro de rir aqui com o seu comentário lá!

    Pow eu pensei assim: Ao invés de eu falar novamente sobre algo que já falei, melhor postar os links sobre o que eu já falei hehehehehe..

    Mas nada contra vc aderir a idéia não viu?

    Eu particularmente não me importo.

    Malz aê!!

    Beijoss!

    ResponderExcluir
  15. Cada um esconde uma carta na manga pra alcançar o seu prazer. Existe 'artifício' pra tudo, e pra todos.
    As pessoas são diferentes (graças a Deus) na cama. E, com exceção dos problemas patológicos, todo mundo pode gozar, e vários gozam, mas do seu jeito.
    As mulheres têm pontos fracos diferentes. Tem as que se excitam com uma boa pegada, e há àquelas que ñ curtem tanta precisão. Enfim, não tem regra.
    Mas, de fato, o orgasmo não acontece se houver tensão. É preciso estar relaxada e com vontade de transar. Essa coisa de dar pra agradar o parceiro acaba em frustração. O prazer tem que ser mútuo.
    Outra coisa que pra mim é fundamental, é ter intimidade. Conhecer o parceiro, e fazer com q ele te conheça também.
    Não sou daquelas q têm receio de dizer do que gosto, e de como gosto. Respeito as preferências do cara q tá comigo, mas ele TEM que saber o que me deixa com tesão. E eu falo! Por isso acho que cama é encaixe. Tem que se completar, señ.. já era.
    Não tenho segredos pra ter orgasmo. Nem dificuldade. Costumo ser transparente no que quero e me entregar 100%. Relaxo e molho fácil, e aí.. gozar é 'consêquência'.
    E, ainda, admito que ñ sou nada convencional. Gosto sim, de um sexo hard às vezes. Gosto de jeito, de pegada, de tapas na hora certa, de falar besteira, de xingar, de pedir mais, de ver na cara do parceiro o tesão estampado e sentir seu corpo reagindo ao meu. Sentir a respiração ofegante, os gemidos, os gritinhos suaves, os corpos suados.
    E... tem que ter pique, viu?! rsrs

    Bjooos, Atrê!

    ResponderExcluir
  16. Atrê minha flor, como eu disse lá no POST falando no PRESIDENTE LULA, eu realmente passei uns dias ocupados. Entrava no BLOG só pra ver o que os meus amigos tinham escrito. Mas tinha uma postagem pronta desde sábado e ontem a noite publiquei.
    Daqui pra frente será assim, semanas mais leves e outras sem tempo algum. Final de período, projeto pra ser entregue, monografia, fim de período, provas, seminários...
    Uffa !
    Enfim, sempre que puder...apareço ;)
    Bjão '

    ResponderExcluir
  17. Como diz a excelentíssima ex-Prefeita de Sampa: RELAXA E GOZA!
    Se não se entregar não vai haver nenhum tipo de prazer. E quanto a macharada.... mais paciência né galera? Caprichem nas preliminares ;)
    =D

    ResponderExcluir
  18. Atrê minha cara, não é que eu não me importe no fato da pessoa passar lá e só postar o link, mas eu entenderia se fosse no caso, alguém como você que sempre frequenta o blog e deixa comentário.

    No caso de uma pessoa que nunca comentou chegar e só postar um link certamente que não iria me agradar.

    Mas olha, eu adoro quando você gasta seus dedinhos rsrsrs... e participa dos posts incrementando com conteúdos viu?

    Portanto eu estou te INTIMANDO a não deixar de comentar no blog e sempre dar suas opniões ok?

    AUehauheauehaehua

    Beijoss Moça!

    ResponderExcluir
  19. Oi Atrê,

    Concordo com o post: a moça sem orgasmos precisa se conhecer melhor para a coisa fluir. Sugiro que ela pense mais em sexo, veja filmes bacanas (pornôs ou não), leia livros apimentados. Vai ajudar. Assim como um vibrador, of course.

    Beijão,

    Bela

    ResponderExcluir
  20. Tenho uma amiga nessa situação, mas eu acho que no caso dela falta a pegada do marido, sabe, acho que é muti de química entre o casal, pois eu já tive problemas para gozar em outras épocas e hoje vejo que faltava pegada!!!

    ResponderExcluir

O blog é livre pra você comentar e se expressar sobre seus desejos, dúvidas,curiosidades. Só lembrando que comentários estimulando preconceitos ou contra a lei, como pedofilia, NÃO PODE! Expõe você como um idiota e pode dar problemas pra blogueira, mesmo está não concordando com você.

Se quiser conversar, mandar material ou fazer sugestões ao blog: conversaatrevida@gmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...