Páginas

5 de mai de 2011

2 A união homoafetiva é um direito ou só frescura?

Pelo que percebi quarta-feira no twitter, o assunto mais comentado do dia foi a luta pelo  reconhecimento da união homossexual como união familiar como é vista no caso dos heterossexuais (você pode ler o que andaram dizendo por lá acessando a tag ).

Nos sites de notícias o assunto também foi amplamente divulgado: "A mais alta Corte do país julgará duas ações que pedem o reconhecimento da união entre gays como uma “entidade familiar”, o que significaria estender aos homossexuais todos os direitos garantidos à união estável entre homem e mulher" -do site G1.

O texto aqui não pretende mudar a ideia de uns ou convencer outros, é só para expor a minha opinião sobre o assunto...E espero que você se sinta a vontade para defender ou apenas expor a sua:

Como eu disse lá no twitter: Sempre me espanta como algumas pessoas se importam com tanta veemência e violência com o desejo sexual do outro, sim. porque antes de ser uma questão envolvendo o direito ou não a ter a união legalizada, as pessoas realmente se incomodam muito com quem o outro vai para a cama, mas (me perdoem se eu parecer simplificar o assunto) por quem a pessoa se apaixona, quem lhe desperta tesão, enfim, o 'sexo' da cama do outro só interessa a ele e a quem aceita dividi-la. No máximo é direito seu não querer compartilhar. Claro que isso não significa que devemos ignorar o estupro ou fingir que a gente não sabe que alguém é pedófilo, problema é esse: as pessoas confundem o que é crime com o que é um desejo que ela não concorda.

Sim, você tem direito sim de achar que é errado duas pessoas do mesmo sexo se casarem ou se sentir incomodado ao ver dois homens se beijando. Esses são sentimentos frutos de criação, religião, personalidade de cada um e de informações recebidas ao longo dos anos... O que você não tem é o direito de achar que só porque você não acha certo, eles estejam errados em querer ser felizes do jeito que são.
Quando você passa a querer obrigar as pessoas a viverem conforme a sua opinião você esquece que também deseja viver de acordo com o que você curte e não pelas regras dos outros. Quer ser feliz com o que te estimula e assim como qualquer um, deseja encontrar e viver ao lado de alguém que você ame, admire e respeite.

Vejo muita gente dizendo ser contra a união dos homossexuais porque eles teriam direito de adotar uma criança e, como seria a criação de uma criança numa família dessas?


Eu adoraria te responder com certeza, mas não posso. Ninguém pode. Nem mesmo você que talvez acha que pode.
O que eu posso é tentar te lembrar que, na prática, uma criança que seja fruto da união de homem e mulher não garante tem a garantia que será criada com amor e com bons exemplos de caráter, educação e respeito ao próximo. Quantos bandidos você já ouviu dizer que cresceram tendo como pais um casal homossexual?

Seu filho, filha ou a pessoa por quem você está interessada, não vai 'resolver' casar com alguém do mesmo sexo só porque a lei permite. E você pode até não entender porque dois homens ou duas mulheres precisam casar de papel passado, afinal, se for para garantir que o outro tenha direito a herança, podiam deixar em testamento ou estipular bens e quantias num contrato.
Os homossexuais precisam mesmo casar? Na verdade eles não precisam casar. Mas eles querem casar. Assim como muito casal hétero escolhe só viver junto, é sonho de muito homossexual casar de papel passado pra legitimar aquele amor, aquela união. Você explica porque têm necessidade de certas coisas que poderia viver sem? Você explica sonho? Eu não.

Martin Luther King, tempos atrás disse: "Eu tenho o sonho de ver um dia meus 4 filhos vivendo numa nação em que não sejam julgados pela cor de sua pele, mas sim pelo seu caráter."

Talvez um dia uma geração só vá se importar se as pessoas são boas ou ruins e só vão reclamar, julgar e avaliar o caráter das pessoas pelas ações delas relacionadas ao quanto elas ajudam ou prejudicam os outros e não por conceitos do tipo 'com quem transam,quanto pesam, que cor tem...'

Mas claro, essas são opiniões minhas sobre o tema, baseada no que eu vejo do mundo, no que espero das pessoas, no que acho importante. Mas e você? Qual sua opinião sobre o assunto?

***** 
Atualização sobre o assunto: O Supremo Tribunal Federal (STF) reconheceu, por unanimidade, nesta quinta-feira (5) a união estável entre casais do mesmo sexo como entidade familiar. Na prática, as regras que valem para relações estáveis entre homens e mulheres serão aplicadas aos casais gays. Com a mudança, o Supremo cria um precedente que pode ser seguido pelas outras instâncias da Justiça e pela administração pública.(leia mais no G1)

Parabéns, não só aos homossexuais porque era mesmo um direito eles, mas para os que reconheceram isso e votaram a favor desse direito. Votaram num conceito básico, mas direito de todo cidadão: A igualdade.

2 comentários:

  1. Esse é um texto que eu li pelo twitter. Gostei bastante. E confesso que eu adoraria conseguir passar o que eu penso de forma tão coesa. Ser prolixa, ainda mais na internet, deve ser evitado com toda a economia de caracteres possíveis...

    O texto é da @samara7days -

    "Não é por eu defender direitos gays, femininos e negros que sou um ser militante exemplar. Sou fruto de uma sociedade homofóbica, misógina e racista. Ainda tenho em mim resquícios de atitudes que contesto. E não contesto só nos outros, contesto em mim. Não há vergonha em mudar de pensamento, vergonha é estacionar em algum lugar sombrio. Não é mais questão de "eu respeito, mas não aceito", é questão de "você não me assusta, nem me envergonha." Já se aceitou mulheres como seres iguais, depois os negros (DEMOROU), e agora, as bees e léxicas caminham para seus direitos. Sexualidade ou raça NÃO inclui ou exclui alguém por tais segmentações. Todos podemos ser interessantes ou cretinos. Os direitos de todos PRECISAM ser iguais, e os deveres também. Entre todos, os FDP merecem o ostracismo".

    ResponderExcluir
  2. Concordo com a união homoafetiva é um direito deles.

    ResponderExcluir

O blog é livre pra você comentar e se expressar sobre seus desejos, dúvidas,curiosidades. Só lembrando que comentários estimulando preconceitos ou contra a lei, como pedofilia, NÃO PODE! Expõe você como um idiota e pode dar problemas pra blogueira, mesmo está não concordando com você.

Se quiser conversar, mandar material ou fazer sugestões ao blog: conversaatrevida@gmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...