Páginas

7 de set de 2007

6 Alguns FeRiAdOs são melhores que outros...


Feriado prolongado e alguns amigos decidem viajar para a casa de praia dos pais de alguém que eu não conhecia. Típico programa do “leva nós” rsrs
Eu não estava querendo ir. Adoro viajar, mas às vezes um feriado é bom mesmo pra descalçar. Mas a turma insistiu tanto que eu acabei sendo levada...
O tal amigo da turma ia passar para nos pegar e aí é que a coisa pegou! Foi colocar os olhos nele pra sentir que eu iria ter problemas, na verdade quando coloquei os olhos nele eu tive outra sensação, o problema foi quando vi a NAMORADA dele.
Tentei me concentrar em outras coisas durante a viajem: Número de árvores, quantas placas, quantos carros pretos iam, quantos carros brancos vinham...Mas meus olhos sempre fugiam em direção ao espelho retrovisor e sempre encontravam os dele olhando pra mim.
Horas depois estávamos na casa que por sinal era num local lindo; de frente pro mar, num local isolado, com muita água e verde até onde a vista alcançava. Chegamos à noitinha e teríamos quatro dias pela frente para aproveitar daquele paraíso.
Assim que possível fui tomar um banho, mas para minha surpresa quando saio de chuveiro encontro no quarto... A NAMORADA. Pior é que ela foi logo falando que não ia permitir que nenhuma “zinha” mexesse com o namorado dela e por aí a fora. Depois as outras garotas disseram que ela falou a mesma coisa pra cada uma delas.
Os dias seguintes foram ótimos pelo lugar, pela a comida, os banhos de mar, as risadas, mas foram um suplício por causa dele, mas precisamente por causa da NAMORADA, claro, que passava às 24 horas do dia grudada nele. Quando não estava, a mãe dele ficava de guarda, literalmente. Passeios de barco, banhos de piscina, horário das refeições, enfim...
Estranho como o paraíso pode se transformar num inferno... Ainda mais quando o que você mais deseja é justamente o fruto proibido.
Terceiro dia e eu já nem conseguia dormir. Nem meus dedinhos conseguiam mais me acalmar e nessas horas não tem jeito, só comendo pra sossegar os nervos. Fui até a cozinha, devia ser umas 2 h. Silencio total na casa. Nem acendi a luz que era pra não chamar a atenção. Liguei a TV e tirei o som, só pra dar certa claridade ao ambiente. Abro a geladeira... Pão, presunto, maionese e folhinhas de alface pra amenizar a culpa. Quando fecho a geladeira levo um susto “Ele” ali, parado, me olhando, devorando-me com os olhos. Sorri sem graça e ele disse que veio beber água. Disfarcei o nervosismo e comecei a fazer o sanduíche, mas o pão sofreu na minha mão(rs).
De repente senti a respiração dele bem próxima... Seu corpo encostou-se no meu e cada vez mais nervosa perguntei se ele estava com fome, se queria um sanduíche...
Senti sua barba roçando na minha nuca enquanto o ouvia dizer que estava morrendo de fome, que há três dias não via a hora de saciar essa fome...
Suas mãos foram subindo pela minha coxa, levantando minha camisola até a altura dos meus quadris... Respirei fundo e me virei pra ele. Não dava mais pra resistir, eu NÃO queria resistir. Nossas bocas se encontraram, ambas querendo saciar a vontade daquele beijo a tanto esperado. Senti suas mãos tocarem com força minhas coxas e meu corpo sendo levantado do chão e colocado sobre a mesa. Em nenhum momento nossas bocas se desgrudaram. Sentia seus dedos dentro da minha calcinha, enfiando-se dentro da minha xaninha que se derretia e latejava diante do contado dos dedos dele. De repente ele me puxou com mais força, abriu ainda mais as minhas pernas, sua barba roçando no meu ouvido enquanto ele murmurava “quero você!” “preciso ter você”.
Por um breve segundo lembrei que estava sem sutiã, sendo assim, se a camisinha da sorte. Frustrada disse a ele que eu não tinha camisinha, mas ele levantou a camisa puxando uma tira com várias e sorrindo maliciosamente disse que não foi à sede que o fez ir pra cozinha.
Com minhas pernas agarradas a cintura dele ele me carregou até uma porta próxima – o armário das vassouras e produtos de limpeza. A princípio foi uma confusão; o espaço era pequeno, ele tentou me encostar numa das paredes...Vassouras caíram fazendo um barulhão – prendemos a respiração com medo que alguém tivesse ouvido – Mas logo ele começou a me penetrar...Nossas línguas devorando-se enquanto ele me penetrava com força. Ouvimos um barulho e a luz da cozinha acendeu. Pelas frestas da porta vimos a mãe dele. Nem respirávamos com medo que ela nos visse, mas eu ainda podia sentir seu pau latejando dentro de mim e confesso que fiquei feliz por ele não “broxar” ao ver a mãe. Ficamos ali, quietos, mas ainda conectados. Comecei a contrair os músculos vaginais, queria devorar aquele pau dentro de mim... Nossas bocas se uniram novamente pra abafar nosso desejo de gritar.
Assim que a mãe dele saiu da cozinha, ele voltou a meter com força e gozamos... Mas o desejo ainda não havia sido saciado.
Ele me levou pra casa de barcos. Ficamos ali até começar a amanhecer e durante essas horas realizamos todos os papai e mamãe, cavalgadas, 69, de quatro e várias outras posições com as quais me masturbei pensando nele durante esses três dias. Depois corri para apanhar as minhas coisas antes que os outros acordassem e ele me levou até a rodoviária, mas é claro que transamos de novo no carro... E de novo.
Já em casa, liguei e disse ao pessoal que eu havia recebido um telefonema urgente e como não queria atrapalhar o feriado de ninguém, preferi voltar de ônibus.

Ai, ai...Nada como um feriado prolongado pra gente descalçar bastante, e se tiver sorte, gozar MUITO!

6 comentários:

  1. lipe8/9/07

    queria que algum dos meus feriado tivesse sido assim mas ou eu passo trabalhando ou durmindo


    bjusss gata atrevida

    ResponderExcluir
  2. karen8/9/07

    kkkkkkkkkk
    quem dera eu ter um feriado assim mas eu não voltava pra casa não
    roubava o gato e só devolvia uma semana depois bem acabadinho pra namorada kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  3. BARÃO8/9/07

    Quer passar um feriado comigo?


    kkkkkk


    bjos do seu "BARÃO"

    ResponderExcluir
  4. Anônimo9/9/07

    muito legal o seu blog e achei suas histórias muito quentes
    queria estar nelas pra fazer bem gostoso com vc

    ResponderExcluir
  5. Anônimo10/9/07

    eu não tenho casa na praia mas se voce quiser ir pra minha não vai ter que esperar 3 dias não pra começar
    vamu faze 3 dia direto
    beju em vc todinha minha gostosa

    ResponderExcluir
  6. Anônimo29/10/07

    ♥♬♥ AtReViDa♥
    Mais uma vez te procurando de maneira desesperada, acabei vindo parar aqui.
    Vc sabe bem o que vc provoca em mim.
    Passear por aqui é muito bom.
    Horrível o post aqui...
    Não era EU te comendo... Horrível
    Beijos beijos beijos

    Vc sabe quem sou...

    ResponderExcluir

O blog é livre pra você comentar e se expressar sobre seus desejos, dúvidas,curiosidades. Só lembrando que comentários estimulando preconceitos ou contra a lei, como pedofilia, NÃO PODE! Expõe você como um idiota e pode dar problemas pra blogueira, mesmo está não concordando com você.

Se quiser conversar, mandar material ou fazer sugestões ao blog: conversaatrevida@gmail.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...